terça-feira, 1 de dezembro de 2009

MUSICAS DE 1995




1995
Amen


Amen, amen, amen,
Amen, amen ...

Oração, sem final
Pelos animais o sol e o mar
Vem rezar tu também
Por essas terras quase a morrer
Oração, sem final
Pela natureza que està tão mal
Vem cantar junto a mim
Por todo o mundo vamos pedir

Refrão:
Amen, amen, amen,
Amen, amen ...

Por dever, meu irmão
Nòs temos todos uma missão
Devolver o amor
Neste Planeta quase sem cor

Refrão:
Amen, amen, amen,
Amen, amen ...

Aleluia


Eu vou-me apaixonar

Lindo
Meu Deus como ele é lindo
Lindo
Bonito de morrer
Louca
Ele me deixa louca
Louca
Doida p'ra lhe dizer
Quero
Ter chave como eu quero
Quero
Saber o que é amar
Doida
Ele me deixa doida
Doida
Não consigo evitar

Refrão:
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
E tem que ser agora
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Pois tudo tem primeira vez
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Acho que està na hora
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Eu quero ser feliz

Lindo
Meu Deus como ele é lindo
Lindo
Bonito de morrer
Louca
Ele me deixa louca
Louca
Doida pra lhe dizer

Refrão:
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
E tem que ser agora
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Pois tudo tem primeira vez
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Acho que està na hora
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Eu quero ser feliz

Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
E tem que ser agora
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Mas tudo tem primeira vez
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Acho que està na hora
Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar
Eu quero ser feliz

Eu vou-me apaixonar
Eu vou-me apaixonar


El sombrero

Eu namoro um mexicano que se chama Juanito
é um rapaz engraçado muito moreno e bonito
Gosta de tudo o que é meu so uma coisa detesta
Quando não o deixo a tarde ele dormir una siesta
Quando quero estar com ele, ele diz que sim senhor
Desde que não seja logo pela hora do calor
Gosto muito dele gosto sim so uma coisa não presta
é que em vez de estar ao pé de mim antes vai dormir a siesta

Refrão:
Oh é oh é oh
Põe o sombrero e deixa-me so
Oh é oh é oh
Põe o sombrero vai fazer oh oh oh oh oh

Viva juanito

Eu namoro um mexicano que se chama Juanito
é um rapaz engraçado muito moreno e bonito
Gosta de tudo o que é meu so uma coisa detesta
Quando não o deixo a tarde ele dormir una siesta
Quando quero estar com ele, ele diz que sim senhor
Desde que não seja logo pela hora do calor
Gosto muito dele gosto sim so uma coisa não presta
é que em vez de estar ao pé de mim antes vai dormir a siesta

Refrão:
Oh é oh é oh
Põe o sombrero e deixa-me so
Oh é oh é oh
Põe o sombrero vai fazer oh oh oh oh oh

Ai Juanito
Mira ai ai ai


Desesperada

Sou uma mulher normal
Uma rosa branca de metal
Mas neste amanhecer
Esta dor farà de mim papel
Caminho pelo sol
Mas é Inverno no meu coração
Assim estou eu

Refrão:
Desesperada
Porque o nosso amor é uma esmeralda que o ladrão roubou
Desesperada
Porque jà não sei onde està meu sonho nem porquê se foi
Não tenho onde ir sem ti
E so posso repetir
Desesperada

Mas eu tenho que seguir
Tenho muita vida por viver em mim
E depressa chegarà
Um alguém que não me deixarà jamais
Serei feliz assim
No seu olhar então me perderei
E não estarei

Refrão:
Desesperada
Porque o nosso amor é uma esmeralda que o ladrão roubou
Desesperada
Porque jà não sei onde està meu sonho nem porquê se foi
Não tenho onde ir sem ti
E so posso repetir
Desesperada

Mas eu tenho que sair
Tenho que escapar ao fim de ti de mim
Oh sim !
E deixar a escuridão
Sepultada na profundidade do mar
Caminho pelo sol
Mas é Inverno no meu coração
Assim estou eu

Refrão:
Desesperada
Porque o nosso amor é uma esmeralda que o ladrãao roubou
Desesperada
Porque jà não sei onde està meu sonho nem porquê se foi
Não tenho onde ir sem ti
E so posso repetir
Desesperada

Desesperada
Desesperada
Desesperada
Oh oh


Se eu tivesse uma vassoura

Vou contar o que fazia
Se eu tivesse uma vassoura màgica
Aqui sim aqui não
Esta vassoura pra que quero então ?
Aqui sim aqui não
Esta vassoura pra que quero então ?

Refrão:
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Tantas coisas que eu varria
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Tantas coisas que eu varria

Primeiro
O que eu varria primeira
Era o maldito dinheiro
que é a causa e o motivo
de tanto desespero
Segundo
Que varria em segundo
A mentira mais que tudo
A maldade e a inveja
Que hà tanta neste mundo

Refrão:
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Tantas coisas que eu varria

Primeiro
O que eu varria primeira
Era o maldito dinheiro
que é a causa e o motivo
de tanto desespero
Segundo
Que varria em segundo
A mentira mais que tudo
A maldade e a inveja
Que hà tanta neste mundo

Refrão:
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Tantas coisas que eu varria

Aqui sim aqui não
Esta vassoura pra que quero então ?
Aqui sim aqui não
Esta vassoura pra que quero então ?

Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Se eu tivesse uma vassoura
Tantas coisas que eu varria


é so estilo

Refrão:
é so estilo
Que ele tem
De top model
Que não liga pra ninguém
é so estilo
Pensa ele
Dono do mundo por ser rei da passerelle

Rudolpho Valentino ao pé dele não era nada
Até nem se compara a lista de namoradas
Faz coleção de cartas e joias de Cartier
Fumando os cigarros p'ra se armarem sabem porquê ?
é demais

é demais
Ele pensa que é demais
é demais
Ele pensa que é demais

Enrolem-se no braço camisola arregaçada
Italiano fato de marca conceituada
Là vai p'ra 24 que é de Julho pois então
Posar para o retrato e assim passa o serão

Refrão:
é so estilo
Que ele tem
De top model
Que não liga pra ninguém
é so estilo
Pensa ele
dono do mundo por ser rei da passerelle

Seu nariz empinado coisa que tão bem lhe assenta
Sua pose là no alto do seu metro e 80
E que dà mais elan e aquele ar superior
Os ocùlos Rayban de modelo caçador

é demais
Ele pensa que é demais
é demais
Ele pensa que é demais

Usa perfumes caros como presa Bon Vivant
Veste de modelos raros de Gaultier ou Saint Laurent
Là vai p'ra 24 que é de Julho pois então
Posar para o retrato e assim passa o serão

Refrão:
é so estilo
Que ele tem
De top model
Que não liga pra ninguém
é so estilo
Pensa ele
dono do mundo por ser rei da passerelle

é demais
Ele pensa que é demais
é demais
Ele pensa que é demais


So pensa nela

Refrão:
Eu gosto dele e ele gosta dela
So pensa nela so pensa nela
Eu penso nele e ele so naquela
So pensa nela so pensa nela

Hà muito tempo que ele anda assim
Tão distraido nem liga p'ra mim
Com quem serà que ele anda a sonhar
P'ra andar assim de cabeça no ar
Troca meu nome chama-me Joana
Quando ele sabe que me chamo Ana
Então é nessa que ele anda a pensar
Nem me convida mais para almoçar

Refrão:
Eu gosto dele e ele gosta dela
So pensa nela so pensa nela
Eu penso nele e ele so naquela
So pensa nela so pensa nela

Essa Joana foi mais atrevida
Por isso agora é a sua querida
Ah mas eu juro que ele vai ser meu
Porque essa outra não é mais do que eu
Preciso so perder a timidez
E dar-lhe um beijo como ela fez
Beijo na boca e depois até
Vai ver que a outra nem me chega ao pé

Refrão:
Eu gosto dele e ele gosta dela
So pensa nela so pensa nela
Eu penso nele e ele so naquela
So pensa nela so pensa nela


Vamos ao baile

Refrão:
Vamos ao baile
Pois então
Vamos dançar a noite inteira
Vamos ao baile
Pois então
Ao bailarico da aldeia
Vamos ao baile
Vamos ao baile

Vem
O conjunto està a tocar
Os sucessos p'ra dançar
Ai em casa é que eu não fico
Quero ir p'ro bailarico
Porque hoje é fim de semana
Posso ir mais tarde p'ra cama
Anda là rodopiar

Refrão:
Vamos ao baile
Pois então
Vamos dançar a noite inteira
Vamos ao baile
Pois entãao
Ao bailarico da aldeia
Vamos ao baile
Vamos ao baile

Vem
Esta noite hà lua cheia
E não me sai da ideia
Dar ao pé até mais não
Leva-me là coração
Porque hoje é fim de semana
Posso ir mais tarde p'ra cama
Anda là rodopiar

Refrão:
Vamos ao baile
Pois então
Vamos dançar a noite inteira
Vamos ao baile
Pois então
Ao bailarico da aldeia
Vamos ao baile
Vamos ao baile


Ressonar

Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar
Deve ter defeito coitado no seu respirar
Ainda nao contou a almofada da televisão
Ressona tão alto parece amplificação
Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar
Ele diz que não mas um dia ainda o vou gravar
Ouve-se no prédio inteiro nem queiram saber
Se eu estou longe sofro imaginem a sua mulher

Refrão:
Ai que som
Até ressona no tom
Ai ai ai
Jà ninguém dorme mais
Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar
Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar

Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar
Jà pùs algodão nos ouvidos mesmo assim não dà
é um terramoto bem perto roncar dum trovão
Parece um apito pergunto se é àrbitro ou não
Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar
Deve ter defeito coitado no seu respirar
Ainda não contou a almofada da televisão
Ressona tãao alto parece amplificaçao

Refrão:
Ai que som
Até ressona no tom
Ai ai ai
Jà ninguém dorme mais
Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar
Eu tenho um vizinho que passa a noite a ressonar


Ensina-me a tocar viola

Refrão:
Ensina-me a tocar viola
P'ra me poder acompanhar
Quando pedirem là na escola
P'ra eu cantar, ai ai ai ai
Ensina-me a tocar viola
Para poder fazer depois
Um bailarico là na escola
So p'ra nòs 2, ai ai ai ai
So p'ra nòs 2

E fazer uma serenata
P'ra não seres tu a fazer
E p'ra coisa não ficar chata
Quero aprender
A tocar guitarra ou viola
E fazer um acorde assim
Jà não gosto da pianola
Nao é pra mim

Refrão:
Ensina-me a tocar viola
P'ra me poder acompanhar
Quando pedirem là na escola
P'ra eu cantar, ai ai ai ai
Ensina-me a tocar viola
Para poder fazer depois
Um bailarico là na escola
So p'ra nòs 2, ai ai ai ai
So p'ra nòs 2

Quero compôr uma cantiga
Mas se não aprendo não dà
Ensina-là a tua amiga, ensina-là
A tocar guitarra ou viola
E fazer um acorde assim
Jà não gosto da pianola
Não é pra mim

"Viola"

Refrão:
Ensina-me a tocar viola
P'ra me poder acompanhar
Quando pedirem là na escola
P'ra eu cantar, ai ai ai ai
Ensina-me a tocar viola
Para poder fazer depois
Um bailarico là na escola
So p'ra nòs 2, ai ai ai ai
So p'ra nòs 2


Dingui dingui

Refrão:
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui

Inventei uma dança nova que vai estar na moda isso podem crer
Vejam là como é diferente vamos minha gente venham aprender
Atenção rapaziada que não custa nada ora pois então
Mas antes de começar têm que fixar primeiro o refrão
Que é assim

Refrão:
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui

Agora que o som bonito jà està no ouvido toca a levantar
Dois saltinhos p'ra direita e depois p'ra esquerda quando eu mandar
Depois dos saltinhos dados bem para os dois lados a dança promete
So falta p'ra completar a malta abanar mais o capacete
Vamos là

Refrão:
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui

Não é nada complicado e é engraçado dar ao joelhinho
Esta dança é para todos dos 8 aos 80 basta ter olhinho
E assim o dingui dingui a dança que eu fiz todos vão dançar
Vai ser bom até porreiro Portugal inteiro é dingui dinguidar
Pois é

Refrão:
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui
dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui dingui


Se eu um dia fosse rica

Refrão:
Se eu um dia fosse rica
Tivesse muito dinheiro
Comprava coisas bonitas para dar ao mundo inteiro
Se eu um dia fosse rica
Eu gastava tudo bem
A comprar felicidade que dava a quem a não tem

P'ra mim não queria nenhum
O que tenho jà me dà
Mas hà quem não pense assim
Queira a massa so p'ra si
Com tanta falta que hà
Podiam distribuir
Que ainda ia sobrar
Os ricos ficavam ricos
Os pobres menos famintos
Mais alegria no ar

Refrão:
Se eu um dia fosse rica
Tivesse muito dinheiro
Comprava coisas bonitas para dar ao mundo inteiro
Se eu um dia fosse rica
Eu gastava tudo bem
A comprar felicidade que dava a quem a não tem

P'ra min chega-me o que tenho
Pois jà me dà p'ra viver
So gostava de ser rica
Para dar coisas bonitas
A quem nada deve ter
Mas nem todos são assim
E é isso que magoa
Não dão nada ao seu amigo
Hà quem prefira ser rico
Do que ser rica pessoa

Refrão:
Se eu um dia fosse rica
Tivesse muito dinheiro
Comprava coisas bonitas para dar ao mundo inteiro
Se eu um dia fosse rica
Eu gastava tudo bem
A comprar felicidade que dava a quem a não tem

video